top of page
  • Wellington Santos

Acusado de esfaquear cadela em Delmiro Gouveia pode ter prisão convertida em preventiva, afirma MP

Informação foi divulgada pela assessoria de comunicação do órgão

Foto: Reprodução Ítalo Timóteo

Na manhã desta terça-feira (24), a assessoria de comunicação do Ministério Público do Estado de Alagoas (MPAL), informou que o homem preso, acusado de esfaquear uma cadela na região da feira-livre em Delmiro Gouveia, pode ter a prisão convertida em preventiva.


Segundo a assessoria, o promotor Guilherme Diamantaras, que atua na área de meio ambiente, informou que tão logo o flagrante chegue ao Ministério Público, caso estejam presentes os pressupostos previstos em lei, ele requererá a conversão da prisão do autor do crime em preventiva.


E, após a conclusão do inquérito, será ajuizada ação penal por maus tratos com resultado em morte, cuja pena máxima pode chegar a 6 anos e 8 meses.


O preso seria vendedor de carnes e teria esfaqueado o cachorro depois do animal comer um pedaço de carne que estava exposta no box dele. Com as vísceras espalhadas pelo chão, o cão ficou deitado, enquanto populares o socorreram para uma clínica veterinária, onde foi submetido a um procedimento cirúrgico, mas não resistiu.

0 comentário

Comments


unnamed (2).jpg
site.jpg
bottom of page